Imagem capa - Casamento Pé na Areia em Búzios: O que Você Precisa Saber por EF Cerimonial
Búzios

Casamento Pé na Areia em Búzios: O que Você Precisa Saber

Casar na praia já é o sonho de muitos casais, agora, sentir aquela areia geladinha do final da tarde escutando o barulho do mar, renova qualquer um e sem dúvidas é incrível e emocionante. Sabendo que muitos tem esse sonho e querem torna-lo realidade, vamos dar o passo a passo para que possam casar do jeitinho que vocês sonham em Armação dos Búzios.



(Foto: Guilherme Tonna)



Escolhendo o local:


Como vocês sabem todo casamento tem sua parte burocrática, nos como Cerimonial, sempre recomendamos aos nossos noivos que desejam se casar com o pé na areia é que na verdade preferencialmente escolham espaços que tenham quadrados com areia (como é o caso da CasAmar) ou que a propriedade esteja no mesmo nível da praia (como o Yucas por exemplo). Mas, porque? Como falamos no começo do texto, casar com os pezinhos na areia pode ser mais complicado do que imaginam, esse tipo de evento envolve prefeitura, tramites, papelada...



(Foto: Helix)


(Fotos: Love Shake | Muizemaia)



Como faz para poder ter uma cerimônia do jeitinho que sempre sonhei?

 

Para casar com os pés na areia vocês vão precisar de um alvará e pra isso irão entrar com um processo na prefeitura. Eles darão um número de modelo e protocolo para que consigam obter essa autorização e chama-se “Alvará precatório”. Esse alvará serve para constar que, por exemplo, dia 15 de novembro as 16:00 horas na praia de Geribá vai acontecer a cerimônia, além disso nele também vai vir descrito a quantidade de metros quadrados que poderão ocupar na área do casamento.


*Lembrando que para conseguir esse protocolo deverão levar todos os documentos de vocês (CPF, RG, certidão de nascimento...)


Como faço para conseguir essa autorização?

 

Podem ir presencialmente até a prefeitura, ou no caso, se estiverem em outra cidade podem mandar um despachante ou alguém de confiança e responsável como representante legal, mas para isso será preciso fazer uma procuração para a autorização. Uma vez que já tenham o protocolo em mãos, será emitido uma taxa no banco para dar entrada no processo do alvará e poderão ir acompanhando através do site da prefeitura.

 

#DicaEFCerimonial: Devemos deixar claro que o cerimonial não se responsabiliza pela documentação já que ela é feita pela burocracia da prefeitura, ou seja, nós não tem nenhum controle sobre essa situação.



(Foto: Guilherme Tonna)



O processo da autorização:

 

• 1 passo:Primeiro o processo vai ser encaminhado para o gabinete. Lá eles autorizam o trâmite.

• 2 passo: Depois ele passa pela Secretaria do Meio Ambiente para ver se não fere as normas ambientais.

• 3 passo: O processo passa pela postura.

• 4 passo: E por último o processo vai para a Secretaria da Fazenda onde fazem o calculo do valor.


Como é feito o calculo?

 

O cálculo de quanto vai ficar o preço final do alvará é feito com base na praia onde vai ser realizado o evento, se em alta ou baixa temporada, número de metros quadrados que irão usar do espaço da praia e quantidade de horas.

 


(Foto: Guilherme Tonna)



Mas como eles vão saber isso?

 

Na hora que vocês vão dar entrada no processo é preciso fazer uma descrição completa do evento. Deverão colocar tudo o que vai ter, se vão usar rupa ou tenda, se vai trio de cordas, celebrante, se vai ter cadeiras na praia e a quantidade, número de convidados, se vai ter flores... vamos dizer que tudo mesmo! É um relato do que vai acontecer no grande dia. Encima de todos esses detalhes e valores, eles criam uma taxa.


*Atenção: Não existe uma tabela com valores definitivos. Quem define o valor é o fiscal que está fazendo essa leitura.


Quanto tempo demora esse processo?

 

Podemos dizer que não existe uma regra de tempo, pode durar de 3 a 8 meses. Já tivemos alguns casos de casamentos que estavam na semana do evento e ainda não tínhamos conseguido pegar o alvará e só o conseguimos no mesmo dia da cerimônia. Por isso é importante a antecedência e organização.


#DicaEFCerimonial: Tenham sempre em mente um plano B já que não existe uma garantia de que o alvará vai ser aprovado. Independente de tempo e dinheiro, não tem nada que garanta que a cerimônia pé na areia possa acontecer as vezes o fiscal pode recusar a liberação na mesma semana ou até no próprio dia do casamento.

 


(Foto: GF Photos)



Mas caso não consigamos fazer esse processo sozinhos?

 

Bom, caso vocês não consigam ou não queiram cuidar desse processo sozinhos, podem optar por contratar um despachante. Esse profissional pode ser de grande ajuda para resolver esse tipo de burocracias.


Sylvana Graça:

Contato:(22) 98122 – 5168


Links que podem te ajudar:

 

Prefeitura de Búzios:

 

Site: https://buzios.rj.gov.br/

Contato: (22) 2633-6000

Ordem Pública: [email protected]


Vocês optaram pelo Casamento na Praia? Vejam mais dicas em nosso Blog