Imagem capa - Pets No Casamento: Dicas Para O Convidado Especial por EF Cerimonial
Dicas

Pets No Casamento: Dicas Para O Convidado Especial

Para alguns, os bichinhos são mais do que animais de estimação, eles são considerados como filhos pelo casal e parte integrante da família. E já que todas as pessoas mais importantes estarão presentes nesse dia, por que não incluir os pets no casamento?! Mas para isso vocês vão precisar ajustar alguns detalhes para que tudo aconteça como planejado no dia, afinal, os bichinhos precisam um pouquinho mais de atenção e de alguns cuidados especiais.



(Foto: GF Photos)


Pensando nisso, da EF Cerimonial fez um checklist para vocês levarem em consideração e assim conseguir que seu animal de estimação possa participar também do grande dia.


  • 1 - Qual é a personalidade do seu cão?


Antes de tudo, vocês devem pensar na personalidade do seu cachorro. As vezes a gente quer muito que ele participe no dia, mas será que ele vai gostar disso? É importante saber se ele se adapta bem em público e se gosta de estar com muita gente em volta. Se esse não for o caso do seu pet é melhor não arriscar, mas podem incluí-lo de outra forma, como por exemplo nas fotos do Pré Wedding ou até mesmo na seção de fotos pós cerimônia que costumam ser apenas com os noivos, pais e padrinhos, é uma opção muito bacana e original.



(Foto: Fuvia Defante)



(Foto: Evandro Domingos)


2 - Pergunte se o local escolhido aceita animais 


É muito importante vocês perguntarem se o local escolhido é Pet Friendly. Tem muitos lugares que não aceitam animais de estimação, como é o caso por exemplo, dos casamentos na igreja, que geralmente não permitem animais, e alguns hotéis. Se você quer muito que seu bichinho participe, é preferível realizar a cerimônia ao ar livre, pois a maioria dos espaços para casamento em Búzios não tem restrições quanto a presença dos Pets. Se realmente você não queira que seu pet fique de fora, esteja atento às regras estabelecidas no contrato do local onde pretende realizar seu casamento.



(Foto: Fuvia Defante)



(Foto: Ana Silka)


3 - O bichinho vai estar presente na cerimônia e na festa, ou apenas no momento da cerimônia? 


Caso já tenham decidido que o seu pet vai participar do casamento, como ele vai estar presente no dia? Muitos escolhem o momento da cerimônia para que o cachorro possa levar as alianças até o altar (noivinhas que me desculpem, mas eles roubam a cena!), podem amarrar uma almofadinha nas costas do bichinho ou até mesmo colocá-las na coleira.

Mas atenção a isso, não é aconselhável que ele leve as alianças oficiais, por isso muitas vezes o noivo já entra na cerimônia com as alianças no bolso e assim evita perde-las, caso o bichinho fique confuso com o tumulto do dia e fuja com as alianças para a areia da praia ou alguma área de vegetação e difícil acesso (com certeza seria uma ótima cena para rir depois assistindo ao making off, mas no fundo ninguém quer que aconteça). Por isso o mais indicado é que o pet entre acompanhado, pode até ser com as daminhas ou pajem, desde que sejam pessoas de confiança e ele se sinta à vontade e assim diminuir ao máximo o risco de algo dar errado.

Se  o cachorro for de porte grande não é recomendado entrar com as avós ou com as crianças (eles podem correr repentinamente e até machucar a pessoa que está o levando), sendo assim ele pode entrar com algum padrinho ou até mesmo para aquelas noivas que gostam de inovar, podem fazer a entrada junto com o pai e o cachorro.




(Foto: Aline Ferreira)



(Foto: Jorge Bravin)


4 - Tenha alguém exclusivamente para cuidar do bichinho no dia


Ter o pet na hora do casamento demanda alguns cuidados especiais, ele vai precisar se alimentar, se hidratar, brincar, fazer suas necessidades... e você por questão de lógica não vai poder dar aquela atenção toda, por isso o ideal é ter alguém exclusivamente para ficar com eles. Geralmente é designado alguém da família ou algum amigo próximo para cuidar do bichinho. Na hora do cortejo quem cuida do cachorro somos nós do cerimonial, se ele não estranhar nossa equipe claro, afinal não queremos deixá-lo estressado justo no momento de sua participação, se isso ocorrer será preciso que alguém com quem ele esteja familiarizado fique junto, assim conseguimos verificar que está tudo bem e controlar a situação antes dele sair. 

Mas lembre-se que a pessoa designada tem que ser alguém responsável e que vocês se sintam seguros de que vai ficar em boas mãos. Essa pessoa além de dar comida e água, também vai ser a encarregada de levar ele para casa de novo (ou para o hotelzinho se for o caso). Assim vocês não precisarão se preocupar se está tudo bem com ele, se está se comportando bem com os convidados, se está dando seu “toque especial” na decoração ou tentando ver o que tem de interessante na mesa do bolo (rsrs). E se ele for permanecer no local da festa, não esqueça de montar um lugarzinho apropriado para que ele possa descansar e ter um cantinho só dele (podem montar um espaço que esteja em sintonia com a decoração, com pratinho e bebedouro e até servir comidas gourmet para o cachorro nesse dia) . Vai ajudar para que fique mais à vontade e assim evitar estresses no bichinho.



Quando os noivos assistem as fotos do casamento.. Caso vocês tenham duvidas de quem cuida dos cachorrinhos na hora das fotos, perguntem para o Lucas rsrs 


5 - Acessórios e roupinhas


Nesse dia especial os pets também merecem estar elegantes. Podendo usar roupinhas ou algum acessório diferente, por exemplo, uma gravata borboleta no mesmo tom que a do noivo, uma guirlanda de flores (ideal para casamento ao ar livre), colocar um vestidinho ou um colete no cachorrinho, faz ele ficar elegante e sofisticado (e uma fofura!) e se for menina, que tal colocar um mini véu para faze-la entrar antes de você?

Para aqueles que não abrem mão e não querem que o bichinho desvie do caminho, podem investir em alguma coleira especial e diferente. Hoje em dia existem vários modelos no mercado para pets, basta escolher aquela que se adequá melhor para a ocasião.

Mas não sacrifique o conforto pelo estilo. Assegure-se de que o acessório ou roupinha escolhida veste corretamente e não crie desconforto. Tenha certeza de que não fique nada apertado e assim não correr o risco de asfixiar o bichinho ou deixá-lo estressado. A gente acha bonito, mas tem alguns cachorros que não se adaptam muito bem a roupinhas e acessórios, por isso sempre é bom testar antes e se não der certo, opte por detalhes mais simples, de qualquer forma, eles já vão roubar a cena mesmo.



(Foto: Cândido Villela)



(Foto: Guilherme Tonna)



(Foto: GF Photos)


6 - Imprevistos acontecem!


Apesar de seguir todas as regras e conhecer muito bem o seu animal de estimação, muitas vezes nem tudo sai como o previsto... Quando se trata de animais, tudo é possível! Ele pode querer pular em cima de você na hora que chegar no altar (e sujar o seu vestido maravilhoso), latir na hora menos indicada, ficar com ciúmes na hora do beijo, arrastar a vovó no meio do caminho...são Infinitas as possibilidades. Por isso é sempre bom estar alerta e bem preparado, pois nossos amiguinhos são imprevisíveis!



(Foto: Guilherme Tonna)


Esses são alguns pontos essenciais para se levar em consideração na hora de colocar seu filho de 4 patas na cerimônia, é logico que vocês conhecem seu animal mais do que ninguém, portanto vocês devem saber quais são suas reais necessidades. Quem ama seus bichinhos e fazem deles parte da família, sabe que tê-los presentes no grande dia é fundamental, por isso nada melhor do que eles para representar o amor incondicional!